O MURO DA INIMIZADE



Pois foi Cristo quem nós trouxe a paz, tornando os judeus e os não judeus um só povo. Por meio do sacrifício do seu corpo, ele derrubou o muro da inimizade que separava os judeus dos não judeus. Ele acabou com a Lei, juntamente com os seus mandamentos e regulamentos; e dos dois povos formou um só povo, novo e unido com ele. Foi assim que ele trouxe a paz. Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu a inimizade que havia entre os dois povos. Por meio da cruz, ele os uniu em um só corpo e os levou de volta para Deus Ef 2.14-16. Toda a humanidade estava dividida em duas partes: Os judeus, que estavam perto de Deus, e os não judeus, que estavam longe de Deus. Cristo, pela sua morte na cruz, destruiu a inimizade que havia entre esses dois povos e uniu os dois em um só corpo e os levou de volta para Deus. No Templo de Jerusalém havia vários pátios. No pátio exterior, chamado de o pátio dos não judeus, podiam entrar judeus e não judeus. No pátio seguinte, o pátio de Israel, somente judeus podiam entrar. Havia um muro separando os dois pátios, e uma placa, escrita em grego e em latim, avisava que quem passasse além daquele muro seria condenado a morte. Paulo vai para Jerusalém e obedecendo ao Espírito Santo, como ele mesmo diz. Ao longo do caminho, o mesmo Espírito avisa que Paulo vai ser preso. Chegando a Jerusalém, Paulo deu um relato do que Deus tinha feito por meio dele entre os não judeus. Para mostrar que ainda vivia de acordo com a Lei de Moisés, Paulo aceita a sugestão de tomar parte numa cerimônia de purificação dentro da área do Templo, onde acaba sendo preso. Quando está quase sendo linchado pela multidão, o comandante das tropas romanas intervém, e Paulo é salvo. Paulo foi preso porque alguns judeus da província da Ásia viram ele na área do Templo. Então atiçaram a multidão, agarraram Paulo e começaram a gritar. Este e o homem que vai pelo mundo inteiro falando a todas as pessoas e dizendo mentiras contra o povo de Israel, a Lei de Moisés e este Templo. E agora ele está trazendo não judeus para dentro  da área do Templo, profanando assim esse lugar santo. Eles disseram isso porque tinham visto Trófimo, que era de Efésio, na cidade com Paulo. E pensavam que Paulo o havia levado para dentro da área do Templo At 21.28-29. A purificação era por causa do contato dos não judeus em suas viagens pelo mundo, Paulo precisa tomar parte nessa cerimônia, para poder entrar no Templo. As Leis para entrar no Templo. Estas leis foram dadas para preservar a santidade do Templo. nenhum não Judeu que não tivesse sido circuncidado poderia entrar, nem mesmo no pátio do Templo. Eu sou o Senhor Deus, afirmo que nenhum estrangeiro que não foi circuncidado, que não me obedece, entrará no pátio do meu Templo, nem mesmo o estrangeiro que esteja vivendo no meio do povo de Israel Ez 44.9. Os levitas não poderiam entrar no Lugar Santíssimo é Lugar escolhido pelo Senhor. Circuncisão era o sinal da aliança entre o Senhor e o seu povo. Pela a liança que estou fazendo com você e com os seus descendentes, todos os homens entre vocês deverão ser circuncidados Gn 17.10. O coração circuncidado; e isso é uma coisa que o Espírito de Deus faz, o verdadeiro cristão tem o sinal da nova aliança de Deus, a presença de seu Espírito no intimo; com todo o seu ser ele obedece a Deus, como manda a aliança

Comentários

TEMPLO